quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

do fim (por agora)

Não me fazia sentido deixar este espaço ao abandono. Gosto demasiado dele e do que contém. Não porque de repente tenha sido invadida por um narcisismo maior que as casas, mas porque contém relatos preciosos de vivências e aprendizagens pessoais. Mas, há um tempo para tudo. Não necessariamente o cronológico, mas um tempo interior, que é meu, e que me regula sem se preocupar com o passar dos ponteiros do relógio que rege o outro tempo. O tempo do Post it, não é este, não agora, sendo que, a partir do momento em que assumo esse facto, não vale a pena fingir que é de outra forma. Aceito que assim seja. Não que o exclua para um canto escondido. Não que não possa, ocasionalmente aqui voltar, aliás quer-me parecer que isso irá acontecer, se calhar até mais cedo do que se possa imaginar. Mas se e quando acontecer, é porque o senti, e quero que a razão que me traga aqui seja essa. Por isso, neste último dia de 2010, me despeço deste ano que ainda existe, com um desejo ou uma sugestão (que fui buscar a outra pessoa): vamos celebrar a vida! E até à próxima...

1 comentário:

Joaquim Lucas disse...

Até à próxima, então, se não for antes.

Felicidades e bom ano de 2010!